Rua Labatut, 71 - São Bernardo do Campo - SP 11 4941-3662
Gerenciamento de áreas contaminadas

Gerenciamento de áreas contaminadas

Clique nas imagens para ampliar

As informações a seguir tem como objetivo auxiliar estudantes, docentes, profissionais da área ambiental e empresas de consultoria que atuam no gerenciamento de áreas contaminadas.

ÁREAS CONTAMINADAS

Uma área contaminada compreende qualquer terreno que possua concentrações de compostos químicos ou resíduos em níveis que possam afetar a saúde humana ou alterar a qualidade do meio ambiente.

Os contaminantes podem acumular-se no solo, rochas, sedimentos, água superficial, água subterrânea, além da dispersão atmosférica relacionada à compostos voláteis, sendo transportados pela lixiviação do solo, fluxo subterrâneo do aquífero freático, escoamento superficial, absorção e adsorção por organismos vivos.

O transporte dos contaminantes podem trazer diversos prejuízos à saúde humana e de outros animais, através da ingestão direta pelos mesmos, ou de forma secundária através de vegetais, além de contato dérmico ou inalação de partículas e vapores proveniente dos contaminantes, sendo necessária a realização do gerenciamento de áreas contaminadas.

O gerenciamento de áreas contaminadas visa garantir a qualidade e segurança dos seres vivos e meio ambiente, através do controle das áreas abrigadas por atividades com potencial de contaminação.

Para o gerenciamento de áreas contaminadas, são executados diversos estudos ambientais, englobando atividades de campo, análises laboratoriais e interpretação de resultados por técnicos especializados, com base nas normas e legislações vigentes de acordo com as exigências dos órgãos ambientais.

Os estudos realizados para o gerenciamento de áreas contaminadas são divididos em algumas etapas, sendo elas: avaliação preliminar, investigação confirmatória, investigação detalhada, análise de risco, elaboração de plano de intervenção, remediação e monitoramento ambiental, visando, ao final do processo, a emissão do termo de reabilitação de área contaminada.

Cada etapa do gerenciamento de áreas contaminadas realiza procedimentos específicos com o intuito de identificar e localizar as áreas com potencial de contaminação e suspeitas de contaminação, para posteriormente serem realizados trabalhos técnicos de campo para quantificação e delimitação da contaminação, seguida da avaliação de riscos à saúde humana e ao meio ambiente. Após o processo, são elaboradas medidas a serem tomadas para prevenção e proteção dos receptores dando prosseguimento ao gerenciamento de áreas contaminadas.

A partir da determinação das medidas cabíveis, é iniciado o processo de remediação e posterior monitoramento para garantia da manutenção das concentrações dos contaminantes em níveis que não tragam risco aos receptores existentes, finalizando o processo de gerenciamento de áreas contaminadas sendo solicitado ao fim o termo de reabilitação para a referida área.

Gostou? compartilhe!