Rua Labatut, 71 - São Bernardo do Campo - SP 11 4941-3662
Investigação de passivo ambiental

Investigação de passivo ambiental

Clique nas imagens para ampliar

As informações a seguir tem como objetivo auxiliar estudantes, docentes, profissionais da área ambiental e empresas de consultoria que atuam no gerenciamento de áreas contaminadas.

PASSIVO AMBIENTAL

A investigação de passivo ambiental deve ocorrer em toda área com potencial de contaminação ou uma área suspeita de contaminação. O objetivo principal da investigação de passivo ambiental é constatar a presença ou ausência de contaminação no local alvo de estudo.

O estudo deve basear-se principalmente no modelo conceitual definido na etapa de avaliação preliminar, nas áreas fontes poluidoras atuais ou passadas, para identificação e quantificação das concentrações de contaminantes.

Os principais pontos para uma investigação de passivo ambiental são:

  • Coleta de dados básicos da área;
  • Reconhecimento da área;
  • Locação dos pontos de sondagem e quantidade de amostras que serão coletadas;
  • Coleta de amostradas de solo e água subterrânea para realização das análises químicas, essas amostragens devem ser executadas e analisadas por empresas acreditadas de acordo com a NBR ISO/IEC 17025:2005;
  • Emissão de relatório técnico.

Os resultados das análises químicas da etapa de investigação de passivo ambiental devem ser comparados com os valores de intervenção definidos pelo órgão ambiental competente.

Medidas adotadas com os resultados da investigação de passivo ambiental

Se as concentrações dos contaminantes encontrados em água subterrânea forem inferiores aos valores de intervenção, a área pode ser considerada como não contaminada.

Caso apresentem concentrações de contaminantes superiores aos valores de intervenção deve ser realizado um estudo de investigação ambiental detalhada e análise de risco à saúde humana. A investigação detalhada e análise de risco devem ser realizadas para delimitação das plumas de contaminação nos planos horizontal e vertical,  além de analisar quais os riscos e cenários de exposição existentes.

Áreas contaminadas sobre investigação não poderão ter seu uso alterado até a finalização de todas as etapas de gerenciamento.

Gostou? compartilhe!