Rua Labatut, 71 - São Bernardo do Campo - SP 11 4941-3662
Remediação de áreas contaminadas

Remediação de áreas contaminadas

Clique nas imagens para ampliar

As informações a seguir tem como objetivo auxiliar estudantes, docentes, profissionais da área ambiental e empresas de consultoria que atuam no gerenciamento de áreas contaminadas.

RECUPERAÇÃO DE ÁREAS CONTAMINADAS

A remediação de áreas contaminadas é uma etapa importantíssima na recuperação de uma área degradada por diversos compostos. Nesta etapa a área passará por um processo de remediação, que o objetivo principal é reduzir os níveis de contaminação para que esses compostos não apresentem riscos a saúde humana e o meio ambiente.

Temos várias técnicas para remediação de áreas contaminadas que são utilizadas para alcançar as metas estabelecidas. As técnicas serão definidas pelo responsável técnico devendo passar por testes piloto ou testes de bancada, com o objetivo principal de identificar se a técnica selecionada é eficiente para aquele site.

As principais técnicas de remediação são:

Remediação de Áreas Contaminadas por Extração Multifásica (MPE)

O sistema de extração Multifásica é utilizado para a extração e tratamento da fase dissolvida, gasosa e livre. A extração dos contaminantes é feita através de um sistema de extração a vácuo.

Remediação de Áreas Contaminadas por Pump & Treat (Bombeamento e Tratamento)

É o sistema de remediação mais empregado para extração de fase livre e dissolvida. O sistema é composto por bombas pneumáticas que fazem a extração da água subterrânea, sendo enviada para a caixa separadora água/óleo, e após o processo de separação a água contaminada com fase dissolvida passa por um filtro de carvão ativado, que visa a redução do contaminante para posterior destinação.

Remediação de Áreas Contaminadas por Oxidação Química In Situ

A Oxidação Química In Situ é uma técnica constantemente utilizada em sites cuja a contaminação é  por VOC (Compostos Orgânicos Voláteis). A homogeneização do oxidante é realizada em superfície com equipamentos apropriados e posteriormente é injetado no solo, por pressão ou por gravidade. Os oxidantes mais utilizados são: Permanganato de Potássio, Peróxido de Hidrogênio e Ozônio.

Remediação de Áreas Contaminadas por Remoção de Solo Contaminado

Esta técnica é normalmente empregada para áreas em que a contaminação esteja nas partes mais rasas do solo, onde os contaminantes encontrados são de baixa mobilidade ou adsorvidos nos poros do solo. Pode-se falar que esta técnica demanda pouca tecnologia, mas deve ser realizada com muito cuidado, por profissionais competentes, capacitados e com experiência.

Remediação de Áreas Contaminadas por Thermal Remediation (Remediação Termal)

Esta é uma técnica de sucesso para remediações de áreas contaminadas por compostos voláteis clorados, compostos orgânicos semi voláteis e até casos de fase livre por DNAPL e LNAPL.

A Remediação Termal é realizada através de eletrodos que promovem trocas de energia entre si, provocando o aquecimento do solo e seus contaminantes. No Brasil esta técnica é relativamente nova, porém em todos os casos que foi aplicada, obteve-se sucesso em um curto período de tempo.

Gostou? compartilhe!